Leia uma notícia publicada no Página 20, em Rio Branco (AC), no dia 7 de setembro de 2006, escrita por Edmilson Ferreira sobre o tombamento do centro daimista CICLU-Alto Santo aqui.

Trata-se de uma excelente conquista para o reconhecimento da legitimidade do Santo Daime como religião e da ayahuasca como seu “sacramento”.

Destaco aqui o trecho da notícia relativa ao Alto Santo:

“Na mesma cerimônia, o governador e o prefeito Raimundo Angelim tombaram como patrimônio histórico do município de Rio Branco o conjunto de edificações construídas no início da década de 40 do século passado que fazem parte do Centro de Iluminação Cristã Luz Universal Alto Santo, fundado pelo mestre Irineu Serra. Em meados dos anos 40, mestre Irineu obteve a doação da Colônia Custódio Freire, numa região era zona rural de Rio Branco, onde fundou o Centro de Iluminação Cristã Universal (CICLU), a igreja-sede do culto, mais conhecida como Alto Santo. Dali, ampliou-se o conceito espiritual do Santo Daime.

O Alto Santo se constitui no mais importante centro daimista, conservando vestígios que remontam à década de 40, ou seja, à construção da doutrina do Daime por seu fundador. A decisão do poder público faz parte da estratégia do governo estadual e da prefeitura em reconhecer, salvaguardar e promover a diversidade cultural do Acre junto às comunidades tradicionais.

O tombamento foi solicitado pela madrinha Peregrina Gomes Serra, dignitária do centro. O processo de tombamento como patrimônio histório nacional está em aberto. Os bens a serem preservadados são a casa na qual ela e Raimundo Irineu Serra moraram; a sede do templo, onde são realizados os trabalhos espirituais; a casa do feitio; o poço, aberto pelo próprio Irineu Serra; o túmulo, onde ele está enterrado; a escola por ele fundada e a casa onde viveu Lêoncio Gomes da Silva, presidente eterno do centro.

O governador e o prefeito destacaram a doutrina fundada pelp mestreIrineu Serra como a única religião genuinamente brasileira.

A viúva de mestre Irineu, Peregrina Serra e o orador do Alto Santo, o jornalista Toinho Alves, e integrantes da religião, como o juiz federal Jair Facundes, estiveram presentes. O prefeito Raimundo Angelim já havia baixado decreto transformado o bairro Irineu Serra em área de proteção ambiental. “É um ato muito importante para nós”, disse madrinha Peregrina.

Grande comunhão – Depois de ouvir de Toinho Alves o relato de como se estabeleceu a relação entre mestre Irineu e o então governador Guiomard Santos, Jorge Viana falou na “grande comunhão” que estava sendo consolidada naquele momento entre pessoas e instituições – todos envolvidos com a questão do Acre, sua cultura e o destino do povo. “Muita gente ajudou para esta celebração, que considero uma grande comunhão, um grande encontro”, disse Viana.”

1 Comment

  1. Rosi says:

    -Que ótima notícia!!! pois é…as coisas demoram para acontecer, mas acontecem e as conquistas e o trabalho de tanta gente boa se concretiza,parabéns Bia!acompanho seu trabalho e admiro muito seu empenho profissional, por causas que até pouco tempo atráz, poucas pessoas teriam a coragem de abraçar.Valeu!!!