Título: COCA LIGHT? USOS DO CORPO, RITUAIS DE CONSUMO E CARREIRAS DE ‘CHEIRADORES’ DE COCAÍNA EM SÃO PAULO.

Tese de Doutorado em Antropologia

Autor: Osvlado F. R. L. Fernandez

Orientador: Edward MacRae

RESUMO

O objetivo desta pesquisa é conhecer os modos e padrões de uso de cocaína inalada na Cidade de São Paulo, levando em conta a “carreira de usuário” e sua “estrutura de vida”. O objetivo específico é conhecer as regras e os rituais de consumo, principalmente para um tipo de uso “moderado e/ou controlado”. Foram empregados métodos qualitativos como observação participante, entrevistas abertas e semidirigidas e uma reentrevista, após 12 anos, com relatos autobiográficos. Os entrevistados (11) foram contatados em diferentes territórios e circuitos “do pó”, abrangendo diferentes sociabilidades, estilos de vida e redes sociais. O material foi analisado segundo a perspectiva de gênero, orientação sexual, curso de vida, geração e classe social. O uso recreativo de cocaína foi a principal forma de uso e de significado desta prática, sendo que há uma minoria faz uso como estimulante, para fins de trabalho. Nestas duas diferentes formas de uso, verificou-se a existência de uma série de regras para auto-regulação do consumo. Após doze anos, a maioria dos entrevistados abandonou (6) o uso e/ou reduziu (2), contudo uma minoria (2) aumentou o uso, sendo que um entrevistado não foi localizado (1) na segunda etapa de entrevista. Pelo fato de ser uma pesquisa qualitativa, os resultados circunscreve-se ao universo pesquisado. A pesquisa revelou o ethos dos consumidores e uma relação entre cocaína, comportamento sexual e a performance de gênero.

Abstract

The object of this research is to understand the manner and patterns of cocaine sniffing in São Paulo, taking into account the users’ and their “careers” and the users’ life structures. The specific object is to study the values and rules of conduct, as well as the social rituals involved in “controlled use”. Qualitative methods were used such as: ethnographic observations, in depth interviews with a 12 year interval and autobiographical accounts. Eleven subjects were interviewed who were contacted in different cocaine consuming territories and circuits, taking into account different life styles and social networks. The data was analyzed from perspectives of social class, gender, sexual orientation, course of life and generation. The main form of use found was recreational, although there was also a minority detected that made instrumental use, mainly for work purposes. In these two different forms of use a series of rules were detected aimed at ensuring self-regulation on the part of the users. Eleven years later follow up interviews detected that most of the original interviewees had reduced their use (2) or abandoned it altogether (6). A minority (2) had increased their use and one could not be found for the follow-up interview. The research also spotlighted the users´ ethos and a relationship between cocaine, sexual behavior and gender performance.

Para entrar em contato com Osvaldo: osvaldofernandez@uol.com.br

Comments are closed.