Clique aqui para ler o artigo “A Suprema Corte Norte-Americana e o julgamento do uso de Huasca pelo Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV): colisão de princípios: liberdade religiosa v. repressão a substâncias alucinógenas: um estudo de caso”, escrito por Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy, Procurador da Fazenda Nacional e Professor Universitário em Brasília.

Resumo:
Este artigo trata da questão do uso de alucinógenos com fins religiosos nos Estados Unidos da América. A Suprema Corte Norte-americana concedeu ao Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV) o direito de uso do Huasca fundado na sinceridade religiosa dos praticantes.
O autor analisa o caso do ponto de vista material e processual, falando, inclusive, sobre as petições do governo Norte-Americano e da UDV.

Clique aqui para acessar o site de Arnaldo.

Comments are closed.