Repasso mensagem enviada pelo Princípio Ativo em 21 de abril:

“Prezados(as):

O Coletivo Princípio Ativo nasceu em Porto Alegre em 2005. É um misto de grupo de estudos sobre políticas de drogas e de movimento social que visa conscientizar a população acerca das conseqüências das políticas proibitivas e repressivas, vigentes atualmente.

Para tanto, nos preocupamos em criar vias aos usuários para que possam se situar enquanto agentes políticos, engajando-se nos processos constituintes de uma compreensão mais ampla e menos preconceituosa quanto à questão das drogas. Nos preocupamos, também, em apontar para a sociedade, incluindo aí os não-usuários das drogas tornadas ilícitas, que a violência e a desinformação produzidas pelo sistema de leis atual atinge a totalidade das pessoas.

No dia 7 de maio, concomitante às centenas de cidades que em todo o mundo organizam manifestações públicas exigindo a legalização da cannabis, o Princípio Ativo está propondo um ato pacífico em Porto Alegre, tendo em vista a reunião de diversos grupos e pessoas que
tenham, em comum, uma visão crítica com relação à política de drogas em aplicação no Brasil e em grande parte do mundo. Esta manifestação, que congrega pessoas usuárias e não-usuárias de drogas lícitas ou tornadas ilícitas, pretende comunicar à sociedade e ao governo sua discordância com a forma pela qual a questão das drogas vem sendo conduzida.

Acreditamos que, desde a proscrição do uso de algumas substâncias psicoativas, constituíram-se problemas, conflitos e danos sociais muito mais graves e profundos do que aqueles atribuíveis
direta e unicamente ao uso dessas drogas. Desta forma, a condenação moral a uma conduta pessoal e prática social acabou por produzir uma ação legislativa e criminal que está diretamente relacionada a crises e abalos profundos em nossas relações sociais: o aumento da violência
urbana, a estigmatização e o preconceito em relação a usuários de drogas, a dificuldade de implementação e manutenção de programas de saúde adequados a essa população, a superlotação carcerária, além de uma série de conseqüências, mais ou menos graves, que podem ser apontadas como diretamente ligadas à criminalização desses hábitos e práticas. A soma dessa política equivocada com um quadro de séculos de exclusão social e péssima distribuição de renda constitui uma verdadeira bomba-relógio, uma ameaça séria à sociedade como um todo,
colocando em risco até mesmo o Estado Democrático de Direito.

Por meio deste, vem o Coletivo Princípio Ativo convidá-los(as) a participar desse acontecimento. A manifestação vai ocorrer no dia 7 de maio, à partir das 14 horas, no Parque da Redenção, atrás do Instituto de Educação (próximo ao Café do Lago). Sua presença é muito importante, tanto para conferir maior legitimidade ao ato, quanto para ajudar a garantir que ele ocorra de
forma madura, democrática, consistente e pacífica.

Para contato, informações e troca de idéias:
Princípio Ativo – por uma nova política de drogas
principioativo.rs@gmail.com
www.principio-ativo.blogspot.com

Comments are closed.