Caros amigos

Faço aqui um relato e expresso um pedido de ajuda da Casa Regina della Pace, igreja e comunidade Santo Daime (CEFLURIS) em Assis, na Itália (http://www.santodaime.it/). Já estive duas vezes em Assis, terra de San Francesco, visitando a comunidade e participando de seus rituais e estou mobilizada com os acontecimentos presentes.

Cidadela de amibente místico, incrustada nas montanhas, é palco de várias agremiações espirituais e terapêuticas, além de sede, é claro, do movimento franciscano internacional. A pequena comunidade daimista vive espalhada ao redor da igreja e vizinhança. A casa é liderada por Tizziana Vigani, ex-hippie e andarilha, que conheceu o Padrinho Sebastião na década de 70 no Brasil, depois morou anos na Índia e acabou reencontrando seu “destino” como daimista. Os daimistas trabalham na região, vivem em espírito coletivo e viajam frequentemente para o Brasil. Comitivas (grupo de daimistas que visitam pontos do Santo Daime no Brasil e no exterior e conduzem rituais) lideradas pelo Padrinho Alfredo Mota de Melo, Alex Polari, Paulo Roberto e Luis Mendes têm visitado o local nos últimos anos.

Eis o histórico do episódio, segundo informe de membros da comunidade de Assis:

No dia 10 de agosto 2004, a polícia do aeroporto de Peruggia achou 27 litros de Daime com Walter Mezzoni, ocasião em que voltava de viagem ao Brasil.

[Walter tem trinta anos e trabalha como consultor da Cooperação Italiana do Ministério Exeterior para o Desenvolvimento em Moçambique. Ele conheceu a Doutrina do Santo Daime em 1998, quando fazia um Mestrado em Administração na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 2000-01 passou seis meses entre Céu do Mapiá e Céu do Juruá e desde então tem viajado sempre o Brasil. Vive há anos em Assis colaborando na administração da casa Casa Regina della Pace].

Dia 9 de setembro de 2004 a polícia chegou na comunidade, em vários carros. Entrou na igreja e na casa de daimistas realizando uma busca. Foram encontrados 2 litros de Daime (ayahuasca).

Dia 15 de março de 2005, Walter foi preso na sua cidade natal, Reggio Emiglia, perto de Bologna, antes de embarcar para Moçambique. Ele viajava a trabalho pelo Ministério italiano; a imprensa noticiou que estava fugindo. Já foram publicadas uma série de notícias caluniosas sobre “o bando que se disfarçava de religião para vender drogas” (veja um exemplo em: http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI490612-EI306,00.html)

Dia 17 de março de 2005, seis pessoas da comunidade de Assis foram presas, sob acusações como tráfico internacional de drogas, uso de drogas, formação de quadrilha e outros. As penas previstas variam de oito a vinte anos.

Outras dezoito pessoas foram presas em Milão, Trieste e Gênova, incluindo alguns não fardados (membros oficiais do Santo Daime). Portanto, no total, vinte e quatro pessoas foram presas em toda a Itália. Segundo relatos, todas foram posteriormente colocadas em prisão domiciliar, e estão aguardando julgamento.

Não consegui levantar informações precisas a respeito do episódio como um todo. Parece não haver uma articulação entre todos envolvidos.

Dia quatro de abril haverá uma audiência em Assis. A comunidade aguarda, seis em prisão domiciliar.

Os italianos pedem que se forme uma corrente mundial de orações. Daimistas podem enviar e-mails de apoio contendendo: nome pessoal, idade, profissão, documento de identificação, e-mail de referência, igreja a qual pertence, tempo de filiação e depoimento curto sobre o papel do Santo Daime na sua vida. Pessoas ligadas a outros contextos de consumo da ayahuasca podem enviar mensagens com o mesmo espírito. Pessoas sem vínculo pessoal com este universo (pertencentes a outras correntes religiosas ou não) também podem participar expressando solidariedade e a afirmação a legitimidade do movimento religioso do Santo Daime. Pesquisadores acadêmicos com teses inéditas e livros publicados estão convidados a escrever mensagens em prol da defesa da liberdade do uso ritual e religioso da ayahuasca, com indicação das referências bibliográficas de sua produção.
Por favor, enviar para: casareginadellapace@santodaime.it

Também serão bem-vindas investigações sobre o caso, e a divulgação e circulação destas informações pela internet em larga escala.

A prisão destas pessoas é realmente revoltante, assim como a insana guerra internacional contra as “drogas”!

Saudações

Bia Labate

Comments are closed.