No dia 20 de março de 2005 foi fundada a Associação Brasileira de Xamanismo (ABRAX). Léo Artése foi nomeado presidente. A ABRAX foi fundada no última dia do Primeiro Encontro Brasileiro de Xamanismo. Organização Léo Artése/ Associação Lua Cheia – Pax, São Paulo, 13 a 20 de março de 2005.
MISSÃO
A ABRAX – Associação Brasileira de Xamanismo – é uma organização sem fins lucrativos, dedicada à preservação, desenvolvimento, estudos e disseminação de práticas xamânicas no território brasileiro.

Inspirados na sabedoria dos povos ancestrais temos o desafio de resgatar o conhecimento acumulado nas práticas xamânicas das diversas tradições do planeta, para os dias atuais.

Entendemos que o conhecimento medicinal ancestral e a chamada “Medicina Alternativa”, pela nossa sociedade atual, têm muito a somar com a Medicina Acadêmica. Assim pretendemos contribuir para a saúde, autoconhecimento e o bem-estar geral do nosso povo, assim como resgatar valores para uma vida mais harmônica e ecologicamente correta.

OBJETIVOS

Trazer os benefícios do xamanismo à sociedade brasileira, garantindo aos praticantes um ambiente de confiabilidade.

Identificar e mapear os condutores de práticas xamânicas no território brasileiro.

Compartilhar conhecimentos com os vários condutores de práticas do Brasil e de outros países.

Estabelecer uma ética nos atendimentos, vivências, jornadas e oficinas entre os condutores e espaços filiados.

Preservar as raízes ancestrais. Criar um banco de imagens e textos para estudos. Documentar as atividades de xamanismo no país.

A associação deverá criar meios para que praticantes possam fazer seus estudos através de artigos, livros, vídeos, oficinas, palestras, internet.

A associação terá o papel histórico de permitir uma rede de trabalho entre os condutores de práticas xamânicas brasileiros e poder agir coletivamente em nome deles estabelecendo contato com comunidades internacionais, condutores de outras partes do mundo, promovendo: congressos, simpósios, conferências, mesas, seminários, feiras, encontros, cooperativas etc, assim como apoiar movimentos ambientais, anti-proibicionistas, indígenas e outros afins.

Buscar o reconhecimento social para que os condutores possam praticar mais livremente seu ofício. Defender legalmente condutores de práticas filiadas de calúnias e difamações publicados nos meios de comunicação e outros.

PRINCÍPIOS

“ABRAX. Essa mobilização é uma demonstração inequívoca de uma manifestação maior acontecendo em campos sutis, na consciência das necessidades de uma classe. A força do xamanismo, como um sistema de práticas ancestrais, agora vem juntar sua tribo, respeitando as individualidades de crenças e métodos. Unindo os corações, as almas afins, subtraindo as diferenças, somando os talentos, dividindo os esforços, e multiplicando o amor nessa corrente universal, neste Caminho da Beleza, do Autoconhecimento e da Cura que é o Xamanismo.” (Léo Artése)

BASES UNIVERSAIS DO XAMANISMO

No xamanismo ao redor do mundo podemos ver as similaridades que definem as práticas:
o A Busca por estados Alterados de Consciência – Vôo da Alma / Êxtase. O xamã é um especialista e um mestre da viagem extática;
o Viagem por mundos paralelos (Reino dos Espíritos) para executar cura, guiar espíritos, obter conhecimento espiritual;
o Interação com espíritos da natureza;
o Utilização de instrumentos de poder para induzir ao transe /estados alterados de consciência (tambores, maracás, etc);
o Conhecimento sobre o fogo;
o Utilização de plantas (purificação, enteógenas, medicinais, magnéticas);
o Canções de Poder;
o Danças;
o Respiratórios e dietas;
o Contação de histórias, preleições;
o O xamã não se auto-proclama. Ele é chamado para suas tarefas espirituais, passa por treinamentos e então é reconhecido pelas pessoas de sua comunidade. Trata-se de um sacerdócio. Muitas pessoas querem ser xamãs sem conhecerem as obrigações inerentes a essa função, a entrega. É uma missão de utilidade pública;
o O xamã compreende o Círculo Sagrado da vida e recomenda, ajuda na cura e ensina o que é necessário para o bem comum da comunidade. Isto significa freqüentemente colocar a comunidade em primeiro plano;
o O caminho xamânico conduz a um relacionamento de amor com a Mãe Terra. Não é possível praticar o verdadeiro xamanismo, sem incluir os cuidados com a preservação da vida de todos os reinos (animal, mineral, vegetal, espiritual) em nosso planeta;
o O xamanismo aparece como uma reflexão de um “Grande Espírito”, que pode ter vários nomes. É honrado o Criador e todas as suas criaturas, sejam pedras, animais, aves, plantas, peixes, insetos, águas, ventos, etc., que compartilham a existência nesta vida. Essa consciência, esse alinhamento com as forças da natureza, transforma-se em poder de cura e expande habilidades psíquicas, através da reconexão com a vida, com o Sagrado, com o mistério da Criação;
o O foco das práticas do xamanismo centra-se nos ritmos cíclicos da natureza: nascimento, morte e renascimento, a complementaridade masculino e feminino, o contato pessoal individual com ambiente imediato da terra, com as forças da terra, do sol, da lua e das estrelas;
o Um verdadeiro Xamã é aquele que foi ao seu inferno pessoal e teve a coragem de entrar. É aquele que enfrentou e venceu os demônios do medo, da insanidade, da solidão, do orgulho, da vaidade e dos vícios ao passar por mortes em vida. Depois disso escolhe tornar-se curador, auxiliador, profeta, visionário a serviço das pessoas.

Mesmo você que é estudante, simpatizante, admirador do xamanismo, também poderá fazer parte da ABRAX – Associação Brasileira de Xamanismo e juntar-se nessa corrente, associando-se e fazendo parte de nossa comunidade espiritual de xamanismo.

Existem duas classes de associados:

a – condutores (Dirigentes e líderes de cerimônias e rituais);
b – praticantes.

Para os praticantes serão oferecidos descontos em todos os trabalhos de condutores filiados à ABRAX, assim como descontos nos eventos, viagens, feiras e exposições por ela promovidos e nos produtos por ela distribuidos (livros, ervas, instrumentos, etc).

Estamos começando devagar, mas com passos firmes, pouco a pouco iremos divulgando os benefícios que conquistaremos para todos os nossos associados condutores ou praticantes. É muito importante que todos do xamanismo do Brasil participem da associação nessa fase inicial, fortalecendo o movimento que é de todos.

PRIMEIRA DIRETORIA DA ABRAX FUNDADA EM 20 DE MARÇO DE 2.005:

Presidente de Honra: Carminha Levi (carminhalevy@uol.com.br)
Presidente: Léo Artése (leoartese@xamanismo.com.br)
Vice-Presidente: Clêudio Bueno (cjpbueno@ig.com.br)
Diretora de Ensino e Ciência: Vânia de Lara Crelier
Diretor de Eventos Culturais: Cyro Leãoo (xama@xamaurbano.com.br)
Diretora de Divulgação e Comunicação: Maria Elena de Paula Salles
Suplência: Leopardo Salles (yawabane@terra.com.br); Adriano dos Santos; Cid Correa Toledo
CÂMARA DE ENSINO E ÉTICA:
Coselheiro Executivo: Clêudio Bueno (cjpbueno@ig.com.br)
Conselheiro de Comunicação: Pedro Celso Velasquez (velasquespedro@ig.com.br)
Conselheiro de Ensino e Ética: Vania de Lara Crelier
MEMBROS CONSELHEIROS:
Otávio Leal
Edie Pinheiro Lima
Alice Kyomi Tachibana
Claudio Quintino
SEÇÕES REGIONAIS REGIÃO SÃO PAULO:
Coordenador da Regional SP: Sthan Xanniã (sthan@terra.com.br)
Secretaria Regional: Silvia Brezzi
Tesoureiro: Luis Henrique
Suplência Regional SP: Ivan Marques Silva (ivanmars@uol.com.br)
Wyannã
Marcos Reis
A DIRETORIA DAS SEÇÕES REGIONAIS :
NORTE
NORDESTE
CENTRO OESTE
SUDESTE
SUL
Será divulgada posteriormente.
Amor – Paz e Luz !
Léo Artése

Comments are closed.