A primeira audiência realizada dia 4 de abril em Assis, Itália, colocou em liberdade três daimistas que estavam detidos (da lista dos vinte e quatro suspeitos). Outros, como Tizizana Vigani, madrinha da Casa Regina de la Pacce, Fabrizio e Walter Mezoni, ainda aguardam resposta do “Tribunal da Liberdade/Re-exame” (órgão que re-examina as ordens de custódia cautelar, espécie de entidade neutra a qual se apela antes do julgamento). De acordo com uma portuguesa que frequenta a comunidade daimista de Assis, “os adovagos disseram que a audiência correu relativamente bem, tendo dado aos acusados a oportunidade de esclarecer melhor a situação e a química do Santo Daime e permitido-lhes finalmente apresentar documentos oficiais, como pericías de quimícos”. Para oferecer ajuda concreta para os italianos, escrever para: casareginadellapace@santodaime.it

Comments are closed.