Apresentação do evento a partir de seu site:

As questões relativas às substâncias psicoativas são objeto de interesse e pesquisa nos mais diversos campos do conhecimento, mas raramente os profissionais envolvidos têm a oportunidade de trocar informações e discutir observações obtidas no terreno ou no laboratório diante de um auditório participativo provindo de disciplinas variadas. É este o objetivo da IX São Paulo Research Conference “Drogas – uma abordagem interdisciplinar”: apresentar ao público interessado uma atualização ampla e eclética, englobando temas como neurobiologia, antropologia, história, narcotráfico, mídia, justiça, tratamento e políticas públicas. Para tal, o comitê científico convidou pesquisadores e profissionais de projeção nacional e internacional, que pronunciarão conferências plenárias e participarão de mesas redondas temáticas, expondo suas idéias livres de polêmicas caricatas e enfadonhas.

Os conferencistas serão:

Alain Labrousse (França), jornalista e sociólogo, fundador do Observatoire des Drogues (OGD), que tornou-se uma referência mundial para as políticas públicas de drogas, integrando fóruns do governo francês, União Européia e Nações Unidas (ONU). Sob sua supervisão, foi publicado o Dictionnaire Géopolitique dês Drogues: la drogue dans 134 pays – productions, trafics, conflits, usages (2002).

André Malbergier (GREA- FMUSP, Brasil), psiquiatra, mestre em Saúde Pública, Epidemiologia e Bioestatística pela University of Illinois, doutor em Psiquiatria pela Universidade de São Paulo. Atualmente é médico Assistente do Fundação Zerbini e Coordenador do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas (GREA – USP).

Elisaldo Carlini (Psicobiologia – UNIFESP / EPM, Brasil), médico e professor-titular da Universidade Federal de São Paulo, membro do Expert Advisory Panel on Drug Dependence and Alcohol Problems – World Health Organization (WHO), membro do International Narcotic Control Board (INCB), coordenador da Câmara de Assessoramento Técnico Científico da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD). Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Neuropsicofarmacologia, atuando principalmente nos seguintes temas: drogas, levantamentos epidemiológicos, plantas medicinais, psicofarmacovigilância.

Franco Vaccarino (Canadá), psicólogo, pesquisador e chefe do Departamento de Psicologia da Universidade de Toronto. Coordenou a elaboração do livro Neuroscience of Psychoactive Substances Use and Dependence, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Pierre-Jean Corringer (França), renomado farmacologista do Instituto Pasteur, tem como linha de pesquisa a neurobiologia dos receptores nicotínicos e sua aplicação para o conhecimento e tratamento da dependência do tabaco.

Ricardo Soberón Garrido (Peru), advogado, doutor em Política Internacional & Segurança, Especialista em Segurança Pública, cuja linha de pesquisa envolve a questão das drogas na região amazônica. É membro do Programa de Cooperación em Seguridad Regional, que engloba nove países sul-americanos.

Ronaldo Laranjeira (UNIAD – UNIFESP / EPM, Brasil), psiquiatra, doutor em psiquiatria pela Universidade de Londres, Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Coordenador-Geral da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, disciplina do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP/EPM, referência nacional em pesquisa, ensino e capacitação em dependência química.

Robin Murray (Inglaterra), psiquiatra e chefe da cadeira de psicologia médica do Institute of Psychiatry , King’s College, London. Coordena estudos sobre maconha e psicose, tendo publicações em importantes periódicos de projeção internacional, tais como Cannabis, the mind and society: the hash realities (Nature Review of Neurosciences – 2007).

Os participantes das mesas redondas temáticas sobre Sociologia do consumo de substâncias psicoativas, Narcotráfico, violência & cia, Antropologia das drogas, Maconha e Mídia e Drogas, cujos nomes constam do programa da conferência provêm de instituições de referência e pertencem aos mais diversos campos e linhas de atuação.

À conferência será associado um amplo curso de história das drogas, uma visão histórica e científica inédita, ministrado pelo Dr. Marcelo Ribeiro (UNIAD, EPM/UNIFESP), da qual se beneficiarão notadamente médicos e pós-graduandos. Uma mesa redonda sobre “Como a mídia noticia e examina a questão das drogas” e a entrega de prêmios aos melhores pôsteres coroarão a conferência.

Esta conferência permitirá o encontro e a discussão com linhas diversas de opinião, visando à construção individual de um panorama sobre o tema.

Para mais informações, ver: http://www.eventus.com.br/bioconferences/sprc9

Comments are closed.