Ocorreu ontem, no Macedo´s restaurante, no bairro de Perdizes, em São Paulo (SP), o lançamento do livro “Você tem sede de quê?”, organizado por Hilda Regina Ferreria Dalla Déa, e publicado pela Editora Musa, de São Paulo, com apoio da Fapesp.

Ficha técnica:

Hilda Regina Ferreira Dalla Déa (org.)
Claudia Silveira Tondowski
Fernanda Carina Lisboa Cammarota
Tatiana Bacic Olic
Valéria Yahn Henriksson
Colaboração: professora Janete Zalcsztajn
Coleção MUSA PSICOLOGIA, Série Ferramentas para reflexão volume 2 / Co-edição Musa Editora/FAPESP
ISBN: 978-85-85653-89-7
Capa e projeto gráfico: Raquel Matsushita e Marina Mattos
16 X 23cm 136 p. R$ 36,00

A Musa Editora, num momento em que o decreto presidencial mudando o conceito de bebida alcoólica repercute em toda imprensa, lança o livro Você tem sede de quê? Entre a Cervejinha e o Alcoolismo. Ele é resultado do projeto apoiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, proposto em 2003 pela então professora titular do Departamento de Psicologia Hilda Regina Ferreira Dalla Déa à Comissão de Extensão da PUC-SP, Entre a cervejinha e o alcoolismo – uma intervenção preventiva para redução dos danos associados ao uso de álcool por adolescentes. O projeto inicial transformou-se em programa aplicado em uma escola pública de São Paulo, desenvolvido com a colaboração de educadores, psicólogos e incentivo de pessoas notáveis que trabalham com a questão do uso abusivo de álcool e drogas, como a Dra. Maria Lucia O. S. Formigoni, Professora associada Livre Docente da disciplina de Medicina e Sociologia do Abuso de Drogas do Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, que prefacia o livro:

“Desde a pré-história o ser humano tem encontrado no álcool uma substância capaz de saciar vários tipos de sede, entre elas a fuga da realidade e dos problemas cotidianos. Graças às suas ações no sistema nervoso central, o álcool é uma droga que pode provocar prazer, euforia e reduzir a ansiedade, mas que também prejudica a capacidade de julgamento e coordenação motora, além de produzir lesões em vários órgãos, inclusive no próprio cérebro. Como lidar co substância tão sedutora (…) resistir aos efeitos agradáveis e à pressão social quando se é jovem e se tem a ilusão de que as conseqüências desastrosas de tal hábito só atingirão outras pessoas ou são apenas hipóteses obre um futuro tão incerto quanto longínquo? Dirigido a um público heterogêneo, este livro fornece informações básicas sobre os efeitos do álcool e discute alguns dos diferentes modelos de prevenção já propostos, testados e nem sempre aprovado. Mas, muito mais que informação, sua riqueza está na reflexão que pretende provocar em pais, educadores, formuladores de políticas públicas e principalmente nos jovens – principal alvo da experiência das autoras na implantação de uma proposta inovadora de prevenção participativa.”

Procure este livro nas boas livrarias do país, pequenas e grandes, ou, na Editora, diretamente, caso não encontre.

Comments are closed.