Skip navigation

Making off de Reportagem da TV Gazeta sobre a União do Vegetal

Foram realizadas ontem filmagens no núcleo São João Bastita do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV), na Serra da Cantareira, em São Paulo, para uma reportagem da TV Gazeta. A reportagem, conduzida pela jornalista Regina Guimarães, foi realizada para o tradicional programa de variedades Programa Mulheres, que está no ar há vinte e cinco anos, de segundas às sextas-feiras, das 14:00hs às 18:00hs, atualmente sob comando de Cátia Fonseca. A reportagem sobre a UDV será exibida quinta-feira, dia 20 de setembro.

A autorização para a realização da reportagem marca uma nova fase institucional da UDV, tradicionalmente discreta com relação a mídia. Trata-se, até onde temos conhecimento, apenas da segunda reportagem de TV sobre o grupo. A primeira foi feita pelo Progama Fantástico da TV Globo, e contou com a consultoria do Alto das Estrelas. Na ocasião, em 2005, a equipe, comandada pelo jornalista Luiz Petry, visitou a sede histórica da UDV em Porto Velho (Rondônia) e a sua sede administrativa, em Brasília (DF). Embora tenha realizado uma viagem de quase uma semana, a edição final saiu enxuta (clique aqui para ver). Há expectativa com relação a reportagem atual da TV Gazeta.

De acordo com Sebastião Aguiar, coordenador do Departamento de Comunicação da UDV, “estamos num movimento atual de tentar subsidiar a mídia com elementos para abordar o tema de forma mais adequada. Temos verificado, por exemplo, que os centros de documentação das grandes empresas de comunicação estão repletos de materiais — fonte na qual os jornalistas bebem para fazer suas reportagens — antigos e preconceituosos. É preciso mudar esta cultura”.

A reportagem entrevistou algumas lideranças femininas da UDV (veja abaixo lista completa dos entrevistados), dimensão que geralmente não recebe muito destaque dentro do grupo. Foram autorizadas filmagens apenas na parte inicial do ritual, quando os adeptos comungam do Vegetal, e depois a equipe se retirou — deixando intacta a áurea de mistério que existe em torno dos rituais da UDV, que contam com, entre outros elementos, com lindos cânticos — denominados de “chamadas” — capazes de “abrir as portas do céu”…

Algumas fotos das filmagens:

Regina Guimarães e Mestre Almir Nahas no área de plantio do núcleo São João Bastista.

Regina entrevistando Mestre Almir no pátio em frente ao templo.

O ponto alto da reportagem: o depoimento tripo da família Nahas: pai, filho e avô: três gerações no Vegetal.

Mestre Edson Gomes, já uniformizado com os trajes cerimoniais da UDV, no início da sessão.

Sócios da UDV se preparam para beber o Vegetal. Mestre Almir, à esquerda, de camisa azul.

Entrevistados:

Almir Nahas, jornalista e terapeuta de Constelações Familiares, Mestre Representante do Núcleo São João Bastista (almirnahas@terra.com.br)

Eunice F. O. Hilsdorf Brito, 52 anos, psicóloga, e consultora de empresas, do Corpo do Conselho da União do Vegetal (semilla@uol.com.br)

Maria Alice Corrêa, 45 anos, professora universitária, bióloga e botânica, estudiosa e conhecedora do cipó Banisteriopsis caapi nos aspectos de sua distribuição, cultivo e manejo, e Diretora do Departamento Nacional de Plantio da UDV. (alicorrea@terra.com.br)

Edson Romão Gomes, 42 anos, empresário, Mestre Assistente. (edsonromao@uol.com.br)

Lucas Nahas, 20 anos, estudante, do Quadro de Sócios da UDV.

Alberto Nahas, 80 anos, despachante, do Corpo do Conselho da UDV.

Para entrar em contato com Regina Guimarães: rg@reginaguimarães.com.br

Para entrar em contato com Sebastião Aguiar: sebastiaoaguiar@uol.com.br