Digite http://www.neip.info/perfil_m_lourdes.htm para conhecer a sua biografia.

Eis um resumo de sua pesquisa em andamento:

Por uma etnografia histórica da criminalização das drogas. Tese de Doutorado em História, UERJ (previsão de conclusão: agosto de 2008).

Maria de Lourdes da Silva

O objeto desta pesquisa são as práticas sociais relacionadas às drogas empreendidas pelos moradores da cidade do Rio de Janeiro entre 1921 e 1938 (período entre a sanção da primeira lei de drogas e a segunda). O objetivo é compreender como a sociedade carioca de então passou a se relacionar com as drogas a partir do momento em que elas se tornaram ilegais. Procurando descrever as práticas policiais, os discursos médicos e os ambientes onde se disseminava a vida boêmia e literária da cidade, a investigação visa analisá-los e cotejá-los a fim de resgatar a dinâmica própria ao contexto e verificar o impacto destas práticas na simbologia das drogas que se configurava no imaginário social. Perpassando duas décadas de orientações políticas completamente distintas da história brasileira, as décadas de 1920 e 1930, a pesquisa se debruça sobre as implicações destas orientações na cultura das drogas desenvolvida desde então procurando observar como, por um lado, as instituições oficiais forjavam seus instrumentos de controle e repressão e, por outro, a população interagia (reagia, interpretava e negociava) com este aparato.

Para entrar em contato com Maria de Lourdes: lullua2@yahoo.com.br

1 Comment

  1. vina says:

    Maria, Maria é um dom, uma certa magia Uma força que nos alerta Uma mulher que merece viver e amar Como outra qualquer do planeta…