Assunção, Luiz. O Reino dos Mestres. A tradição da jurema na umbanda nordestina. Rio de Janeiro: Pallas Editora, 2006.

Ao seguir a trilha dos mestres Bastide, Cascudo e Mário de Andrade, entre outros, Luiz Assunção nos apresenta, neste livro, um estudo inédito sobre a decisiva contribuição indígena à religiosidade afro-brasileira. Sua investigação sobre a presença do culto da jurema nos rituais de umbanda do sertão nordestino se inicia com um breve histórico das nações indígenas que povoaram a região e de suas manifestações “mágico-religiosas”, que incluíam dança, fumo e uma bebida de mesmo nome da árvore espinhenta da qual é preparada: a jurema. Mas, se por um lado o autor busca deixar clara a origem indígena desta prática, por outro, se percebe que seu objeto de estudo é a jurema atual, ou seja, a jurema reelaborada pela umbanda. E épor meio dessa longa viagem, do remoto tempo dos tapuias até a renovação dessa tradição pelo elemento africano, que Luiz Assunção nos permite vivenciar a riquíssima história da umbanda nordestina, manifestação vivado sincretismo religioso brasileiro.

Ao percorrer o interior nordestino em meticulosa e paciente investigação etnográfica, Luiz Assunção nos revela o universo cultural pontuado pela presença ativa da jurema, mostrando como se dá sua inserção na prática e nas crenças dos terreiros, como ela influencia a umbanda e se deixa influenciar por ela, como se reproduz e se transforma (Da Apresentação de Reginaldo Prandi-USP).

Informações:
www.pallaseditora.com.br
pallas@alternex.com.br

Comments are closed.