Universidade Federal da Bahia – UFBA
Centro de Estudos e Terapia do Abuso de Drogas – CETAD
Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – SESAB
Secretaria de Justiça e Direitos Humanos – SJDH

ENCONTROS

DROGAS: CLÍNICA E CULTURA

“Do cânhamo à maconha: usos e abusos da Cannabis sativa e de sua proibição na história do Brasil”

Expositor: Sérgio Vidal

Pesquisador do NEIP (Núcleo de Estudos sobre Psicoativos)
Consultor da International Cannographic Magazine, no Brasil

DATA: 08 DE AGOSTO DE 2007 – (Quarta-feira)
HORÁRIO: 10:00h.
LOCAL: CETAD/UFBA-SESAB
Rua Pedro Lessa, 123 – Canela
Tel: 3336-3322

ABERTO AO PÚBLICO

Salvador – Bahia
Agosto – 2007

5 Comments

  1. Paraiba pequenina says:

    Acho que estou começando a entrar no espírito da coisa.

    A última coisa que eu pensei na vida foi engajar-me, virtualmente, ao menos, em projetos anti-proibicionistas.

    Lúcifer não faz pescarias. Conquista mostrando nossos chifres no espelho.

    E tem mais, anti-proibicionista que se preza não aceita qualquer um não. É só dar uma olhadinha na ficha do pessoal naquelas paradas de buscatextual, capes e tudo o mais. Gente Show!

    Bia, que tal umas viagenzinhas até ali, uns poucos anos-luz daqui? Assim nois atualiza o papo e vamos no casco da tartaruga.

  2. humano e burro says:

    hj a amada deu um show…chamou minhas amigas todas de p…
    hehe

    vai entender mulher…disse que tenho dois pesos e duas medidas, o escambau…meias verdades, como sempre nesses casos.

    a cousa pega na palha seca… e como pega.

    Ei Sérgio, vai rolar terapias de casal nessa cultura herbácea dos usos e abusos?

  3. Afro dito says:

    O lance é que eu não me canso.
    Depois do pira pirou de julho, acho que os miolos estão no lugar.

    E portanto, Gonzagão na parada:

    “Todo tempo quanto houver pra mim é pouco, pra dançar com meu benzinho numa sala de reboco…(bis)”

    Serjão, Cetad…Cetad de boas memórias…

  4. site's soul says:

    ” Estudava-se o sistema do mundo em grossos volumes e eis que uma simples chama – ó ironia do saber! – acaba de colocar diretamente seu próprio enigma. Numa chama não estará o mundo vivo?
    A chama não tem uma vida? “
    (Bachelard – A Chama de Uma Vela)

    Condenáveis não são os geneticistas, os cruzadores, os que combinam características de extrema ferocidade a um animal que deveria ser doméstico? O pitbull sabe disso, de suas origens?

    E uma planta? um arbusto? porque condenável o uso? a lei já não condena o furto, o assassínio, o contrabando, etc? o que tem a ver as visões, o entorpecimento, quiça o êxtase, a mansidão, com a violência? violenta a natureza humana (inata ou adquirida?) ou a química das flores? e a cevada? e as uvas? porque cerveja? porque vinho? tem lógica isso?

  5. Sérvio Belém says:

    Lá bem pertinho do fundo do poço, cava-se mais um pouco, para minar água. Água boa.

    Eita que saudade de Salvador! E ae, meu irmão, a Bahia pós-ACM, como está?