José Guilherme Magnani
O neo-xamanismo ou, numa outra denominação, o xamanismo urbano, apresenta-se no atual cenário da religiosidade contemporânea como um conjunto de práticas de cura, autoconhecimento e contato com planos não ordinários de consciência, resultado de uma articulação entre rituais e cosmologias de povos e culturas tradicionais, principalmente indígenas e camponesas, e técnicas e saberes desenvolvidos em algumas áreas do conhecimento do mundo ocidental. Esta relação entre o que se considera uma sabedoria ancestral, acumulada ao longo de gerações em contato com a natureza e determinados elementos da ciência de ponta, faz desse fenômeno um experimento que vai ao encontro de novas necessidades e demandas de espiritualidade nos grandes centros urbanos mas, ao mesmo tempo, abre um campo para especulações, modismos e manipulações; daí a necessidade de se refletir sobre suas alternativas e impasses.

Comments are closed.