Conheçam o projeto Psychophármacon, coordenado por Álvaro Carlini, que trata da música associada à utilização de plantas e ervas em rituais de cura e fúnebres.
Clique aqui (vá em Publicações e depois em Psychophármacon)

Para entrar em contato com Álvaro: alvarocarlini@ufpr.br

8 Comments

  1. Anonymous says:

    Entremos por um domínio por onde usualmente se diz: o Desconhecido!
    O desconhecido é lugar que inspira temor. Temor justificado. Porque o tema abordado pelo pesquisador citado, instigante, resvala em profundezas apenas intuídas por estudantes avançados. Um a pesquisa paralela é fundamental em estudos dessa espécie: o que significa matrimônio? perpassam os rituais de cura e ensinamentos da morte por clara compreensão do rito católico: ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe. Qual sinfonia supera a letra dessa canção? Encontre o feminino e o oposto em equilíbrio: sua pesquisa levará certamente a casa da morte, que por fim há de separar o que não devia estar unido.

  2. queda&coice says:

    A alegria da tristeza? a saúde da doença? a vida da morte? como se separa a vida da maorte? como se separa a alegria da tristeza? como se separa a saúde da doença? e o perigo de entrar na metade(?) indesejável? qual música “toca” uns e outros? qual a cura do Desejo? o que significar levar saúde aos doentes, senão um prenúncio de casamento entre estes, os saudáveis e os doentes?
    hum…quanto mais se estuda mais ficamos detidos nas questões básicas. É. Estudar vale a pena.

  3. GayLussac says:

    Saúde casando com saúde é homossexualismo espiritual?

  4. sol_da_ursa says:

    Para que não se pense em preconceito de opções: doença casando com doença, ídem? assim, um gay saúde doença está bem. um hetero saúde saúde está mal.

  5. happy_hour or help hour? says:

    Coisa de loko,meu, Dr Álvaro, Socorro!

  6. Coveiro says:

    He he, a tese do Dr. chama “A viagem na viagem”. Esse dotô viaja, viaja…será que ele assistia à “A Viagem”?

  7. Vinicius says:

    Belo projeto. Parabéns Beatriz, você encontra pérolas. Na verdade, começo a perceber que as pérolas vão ao seu encontro.

    Se fosse meu, o maior diamante seria teu.

  8. bailarina says:

    “…os obstáculos mais poderosos correspondem às intuições da filosofia realista…é aí que encontraremos as verdadeiras palavras obstáculo.”

    Bachelard, Gaston. A Formação do Espírito Científico – o obstáculo verbal.