Paródia Sacra, de Carlos Alberto Afonso.

1 Comment

  1. Anonymous says:

    À propósito da observação acerca do Padrinho Sebastião ser considerado por alguns como sendo uma reencarnação de São Jõao Batista: falou em reencarnação surge distorção.
    Eu também penso que sou um grande filósofo da modernidade, Descartes, e a realidade é que não consegui sequer concluir uma mísera monografia.
    Investigar os engodos das doutrinas às vezes requer envolvimento no laço.
    Assim, quando falta freio nos receptores de serotonina e manifesto sinais de uma moderada esquizofrenia, tenho de me afastar do Daime por uns tempos, senão fico pensando que o Mestre sou eu. Haja disposição, querer ser o super-homem no meio dos doutores letrados e iletrados das seitas.
    É dureza, mas assim pesquiso, cobaia de mim mesmo.