Análise do artigo: “Banisteriopsis caapi: ação alucinógena e uso ritual“, por
Otávio Castello de Campos Pereira

O autor faz uma análise crítica do artigo: Cazenave, Silvia O.S. Banisteriopsis caapi e ação alucinógena. Revista de Psiquiatria clínica, 27 (1). 2000. Trata-se de uma revisão sobre a ayahuasca complementada com depoimentos de usuários membros da União do Vegetal (não está indicada a data e o local da coleta de dados), a qual é criticada em vários aspectos.

A autora escreveu outro artigo, anos depois, em colaboração, em que utiliza o anterior como “fonte” de parte da sua argumentação. Ver: Costa, Maria C.M.; Figueiredo, Mariana C.; Cazenave, Silvia O.S. Ayahuasca: Uma abordagem toxicológica do uso ritualístico. Revista de Psiquiatria clínica, 32 (6). 2005. Este artigo também comete erros, embora seja superior ao anterior. Valeria a pena a realização de uma análise deste texto também.

2 Comments

  1. Vinicius says:

    É o tipo de crítica a que se sujeitam aqueles que pretendem expor opiniões como se fossem tratados científicos.
    A UDV é exemplar em tantos domínios que não são os vômitos fora de hora de alguns ex-participantes que abalariam, de alguma forma, sua posição altaneira em relação a tantas questões mal resolvidas por alguns pesquisadores ou ex-discípulos. Utilizar o discurso acadêmico, então, sem os rigores dos ressabiados no assunto, é suicídio intelectual. Mas, opinião é opinião.

  2. Anonymous says:

    “…Este artigo também comete erros, embora seja superior ao anterior. Valeria a pena a realização de uma análise deste texto também.”
    Ei, Bia, esse veneninho é de qual espécie de cobra?