Leite da Luz, Pedro Fernandes. Estudo comparativo dos complexos ritual e simbólico associados ao uso da Banisteriopsis caapi e espécies congêneres em tribos de língua Pano, Arawak, Tukano e Maku do noroeste amazônico. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social, UFSC, 1996.

Resumo:

Esta dissertação trata do uso cultural de uma planta psicoativa, a Banisteriopsis caapi, consistindo num estudo comparativo dos complexos ritual e simbólico associados ao mesmo. Em grande parte bibliográfica, conta também com um pequeno trabalho de campo entre os Hupda-Maku onde foi observado pela primeira vez o uso de duas espécies: Vismia guyanensis e Spathiphyllum sp. como plantas aditivas à Banisteriopsis caapi na elaboração da bebida chamada de “caapi”.

No primeiro capítulo explicitamos as abordagens teóricas tradicionais ao estudo de enteógenos; discutimos as razões de um uso tão disseminado dos mesmos na América, e expomos alguns dados sobre a planta: sua descrição botânica, composição química, farmacologia, distribuição geográfica, grupos que a utilizam e plantas aditivas à mesma.

No segundo capítulo damos um panorama geral da etnobotânica dos grupos que contemplamos, explicitando algumas das idéias dos mesmos sobre o mundo vegetal, e também relacionamos as plantas utilizadas por estes grupos na cultura material, na medicina, as plantas mágicas, míticas e rituais.

No terceiro capítulo descrevemos os rituais associados ao uso da Banisteriopsis caapi, tanto aqueles implicados no seu cultivo ou coleta, como aqueles relacionados à preparação e ingestão da bebida.

No quarto capítulo tratamos do simbolismo associado à Banisteriopsis caapi: como a planta é pensada, sua presença na cosmologia e mitologia e o seu papel para os grupos que a utilizam. No quinto capítulo discutimos a questão das visões provocadas pelas bebidas elaboradas a partir da Banisteriopsis caapi expondo as principais vertentes teóricas que a abordam.

No sexto capítulo procuramos compara os dados por nós levantados acerca do uso cultural da Banisteriopsis caapi,tentando revelar os aspectos comuns da experiência, os divergentes, o porque das coincidências e o que por essas se revela.

Por fim, na conclusão refletimos sobre o papel e a função do uso da Banisteriopsis caapi procurando esclarecer a importância da planta para a reprodução cultural e a harmonia social dos grupos que a utilizam.

Leite da Luz, Pedro Fernandes. A comparative study on the ritual and symbolic complexes associated to the use of Banisteriopsis caapi and related species among the Pano, Arawak, Tukano and Maku linguistic groups of the Amazon northwest region. Dissertation for Social Anthropology Master’s Degree, UFSC, 1996.

Abstract:
This dissertation discusses the cultural utilization of a psychoactive plant, the Banisteriopsis caapi, in a comparative study about its ritual and symbolic complexes. This study is mainly bibliographical and includes a small fieldwork among the Hupda-Maku tribe, where we had the opportunity to observe, for the first time, the addition of two species — Vismia guyanensis and Spathiphyllum sp. – combined with the Banisteriopsis caapi in the drink (known as “caapi”).

The first chapter discusses the theoretical overview on the study of entheogens. We explore the reasons for their widespread utilization in South America, and focus on the information about the Banisteriopsis: its botanical description, chemical composition, pharmacology, geographical distribution, groups who use it and other plants commonly added to it in the manufacture of the beverage.

The second chapter charts an overview on the ethnobotany related to our researched groups, exploring some of their ideas about the plant world and describing the plants employed in their material culture, medicine, magic, myth and ritual.

The third chapter explains the rituals associated to the Banisteriopsis caapi, from its cultivation and gathering to the preparation and ingestion of the brew.

The fourth chapter explores the symbolism associated to the Banisteriopsis caapi: how this plant is perceived and its role within the indigenous cosmology and mythology of the different groups.
In the fifth chapter we discuss the visions produced by beverages elaborated with the Banisteriopsis caapi and analyze the main theories that support this issue.

In the sixth chapter we compare our collected data on the cultural use of the Banisteriopsis caapi, looking for similar and contrasting aspects of the experience and trying to analyze coincidences.

In the conclusion we discuss the role and function of the use of Banisteriopsis caapi, aiming to establish the importance of this plant for the cultural reproduction and social harmony of the groups who employ it (Translated to English by Tania Soibelman).

Para ler a tese clique aqui.

Para entrar em contato com o autor: pedroluz.rlk@terra.com.br

Comments are closed.